sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Dos quatro, um será Presidente em 2018. Faça sua opção.

Longe de simples premonição ou Campanha.
Conclusão baseada na exatidão matemática da Política.
Sequência aritmética do ciclo natural dos fatos. Eleições 2018, meta sonhada, ao alcance do olho humano, desenha seu resultado, "taquigrafado" nas entrelinhas.
Analise e escolha.

Lula assassinou o sonho bolivariano. Pode não ser condenado na Justiça Politica Tupiniquim, mas a máscara caiu.
No inconsciente coletivo, veredito culpado.
Partidos de Esquerda, embarque no Portão 13, rumo à guilhotina.

PT:
Não vem. Fede à falência múltipla de órgãos  (CUT, UNE, MST, Carta Capital, IBOPE, Instituto Lula, etc...) e disfunção psíquica  (Falta de Vergonha na Cara).
PMDB:
Apesar do gigantismo peculiar e ter dezenas de jaracuçus se articulando e interessadas (Leia-se Renan e Pafilha), não tem um único nome, capaz de preencher requisitos exigidos.
Deverá vir de vice, pra evitar humilhação nas urnas.


Ciro Gomes, conhecido "Fila Cargo". Nome forte no Nordeste, se acomodou com a sombra do PT e com ela conseguiu prestígio e dinheiro.
Com a derrocada do Padrinho, se apossou do PDT em decomposição, entregue ao sem futuro "Lupi Baba Mão".
Sonha em usar memória de Brizola, pra unir esquerda e Nordeste em torno do seu nome.
Conseguindo, pode sonhar com segundo turno.
Longo caminho de negociações e argumentos "convin$$$entes".
Maiores desafios.
Improvável, não impossível, reaproximação com PSB, após trair Eduardo Campos em 2014.
Convencer Marina a se contentar com o Vice.


Delírio de Lula, abismo entre discurso e atitudes, decepção popular e desesperança, levam eleitor a procurar novas alternativas. Direita vista com bons olhos e Bolsonaro é o nome.


PSDB é centro esquerda, mas PT o ajudou.
Marqueting na tentativa de destruir Tucanos, pintou adversário de Direita Liberal enrustida. Imagem muito bem vinda na atual conjuntura.
A estranha psicologia da Política.
Se Lula critica, deve ser bom.
Partido cresceu no último pleito. Hora de definir candidato.
Legenda costuma respeitar hierarquia Jurássica.

FHC:
- Por mais que boatos nas Redes coloquem em sua boca, frases jamais ditas, aposentou e não volta nem amarrado.

COVAS:
- Cova.

SERRA:
- Perdeu Bonde da História. Sua vez passou. Perdeu encanto.

AECIO:
- Foi bem em 2014. Seria Candidato  Natural, mas não conseguir vencer em Minas, possiveis envolvimentos com corrupção sendo investigados e declarações infelizes, vem desgastando sua imagem.

ALCQUIMIN
- O terceiro na linha sucessória, grande vencedor em 2014, ao esmagar Haddad no primeiro turno, elegendo azarão   em São Paulo, corre por fora e ganha força.


Álvaro Dias. Tucano com olhos no Planalto.
Ciente de chance zero no PSDB, migrou para o PV e vem forte.
Traz na bagagem sonho dourado de todo Brasileiro.
Nada Consta imaculado.
Um dos poucos a não temer investigações.
Com Caiado de Vice, outra candidatura a ser levada a sério.
Prematuro dar como martelo batido.
Performance dos últimos  meses no Senado, decolou imagem de Ronaldo Trator junto a opinião pública.
Existe possibilidade de abraçar Bolsonaro.

Cartas na mesa.
Façam suas apostas.



4 comentários:

  1. Alvaro Dias... creio que pode ser bom ou Bolsonaro.....ainda não decidi

    ResponderExcluir
  2. Alvaro e Bolsonaro vem fortes, sr bem que os outros dois sabem jogar o jogo

    ResponderExcluir