quinta-feira, 27 de julho de 2017

Sentindo-se traído, Lindbergh articulatra resistência petista a Lula e Gleisi


No PT cada vez mais rachado, impossível relegado ao questão de tempo.
Sequer cogitar Lindbergh, um dos maiores "baba ovos" de Lula, estar envolvido em articulações contra quem publicamente chama de pai, revoltaria qualquer Mortadela; Tempo desmoraliza mais essa tese.


Lindbergh cresceu à sombra de Lula. "Pinçado" do Movimento Estudantil Cara Pintada, onde surgiu como líder, na Campanha do Impeachment a Collor, nunca mais largou da "pinça " do Chefe.
Oportunista, se notabilizou como mais um a crescer na política do Socialismo Boliviano do Grande Czar. Chegou ao Senado sem precisar de Diploma; líder de estudantes, péssimo aluno, com frequência zero.


Depois de décadas de Serviços prestados, tinha como certo o reconhecimento, comemorando com antecedência a Cadeira de Presidente de Fachada do PT; tudo sacramentado, não fosse o Furacão Gleisi.


Destemperada, barraqueira,  sem limites e disposta a tudo pra se dar bem, a Senadora viu sua imagem ruir; reeleição nem pensar, com derrocada Social, Moral e Financeira, vista como caminho sem volta. Lula previu o perigo.
Gleisi deixou claro que não aceitaria ser abandonada, evidenciando tendência de sujar o ventilador da Estrela. Solução seria elege-lá Presidente Office Girl da Legenda, mantendo-a diante dos olhos, faceirinha por se achar a "bambambam", com rédeas curtas e boquinha fechada; Lindin subiu no telhado.

O Pobre de R$ 9 Milhões buscou, sem sucesso, alternativa de compensar o preterido; fracasso absoluto o levou ao único caminho viável.
Fritura nos anseios e imagem do "Estudante que não estuda", veio com força.  Lula publicamente deu declarações depreciativas contra seu enteado, resumindo-o a um "menino" despreparado, imaturo e sem futuro, desprovido da liderança exigida pelo cargo majoritário, no comando do Partido.

Gleisi assumiu, tornando-se carreta carregada,  sem freio e ladeira abaixo. Meteu os pés pelas mãos, falou um monte de besteira e colocou pescoço na guilhotina.  Só fez crescer racha na Legenda, tirando de Lula unanimidade até então indiscutível.
Apoio à Maduro surgiu como gota d'água. Agiu por impulso, sem consultar as bases, sendo desautorizada por maioria absoluta, inclusive por Lula.
Consenso externado:
Posição pessoal. Não representa o Partido, que prega cautela a Maduro.
Resistência à Gleisi e à Candidatura Lula 2018 inviabiliza futuro. Grupo exige saída da Barbie e renúncia do Padrinho, com indicação de Paim, tendo em Lindbergh, na teoria, um dos seus maiores articuladores.


Notícias paralelas só aumentam drama.
Possibilidade de Temer cair perde força, fazendo ruir esperança de antecipar eleições. Juros caindo a 9,25% e queda de inflação, trazendo volta de confiança e tendência de recuperação na economia, passam imagem temida pelo PT.
Apesar dos estragos causados pela armadilha montada por Globo, PT e JBS, sob chancela da fatia Mortadela do STF, Governo Temer tem resultados menos ruins, em comparação com Dilma.
Bolsonaro e Álvaro Dias disparam e Alckmin comemora renascer de esperança,  tendo PMDB de vice, diante de algum sucesso da Administração Temer.


Morcego  (***), de camarote, vê a casa ruir, vitima de pecados conhecidos e impossíveis de eliminar; ingenuidade de Lindbergh,  eterno Marionetes; ego de Gleisi e soberba de Lula;
Morrerão abraçados e o País comemora.

VOU ALI VOMITAR E JÁ VOLTO
Coisas de um País que virou uma coisa.
E Assim o Mundo Gira e o brasil se Afunda


Morcego (***) - Assim chamamos nossas Fontes, garantindo-lhes preservar identidades.


Obrigado por prestigiar nosso Trabalho.
Ajude-nos a continuar.
Torne-se um Seguidor do Sofá.
Ao acessar clique nas postagens dos nossos Patrocinadores.
A cada clicada incentivará quem nos apóia e pagará seu ingresso, sem nada desembolsar.

Um comentário: